segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Pânico: Banho no notebook

Se algo tiver de acontecer, pode apostar que IRÁ acontecer (Lei de Murphy). 

Saí de casa, deixei uma fresta da janela aberta. E eis que estamos nessa época, digamos, cheia de temporais inesperados. Deixei o notebook ligado com a tampa aberta e, claro, no intervalo fora de casa repentinamente caiu uma tempestade com vento, raios e tudo que tem direito. Resultado: chego no quarto e me deparo com o notebook encharcado, ligado na bateria (a luz tinha acabado). Desliguei, sequei. O teclado pifou, mas ao menos era algo fácil de trocar. O problema era a tela, que ficou cheia de manchas horríveis. Depois de muita pesquisa no Google descobri que devia ter acumulado água atrás da tela de LCD - porém em nenhum site encontrei informações satisfatórias sobre o que fazer, se ela evaporaria sozinha ou seria preciso abrir a tampa - até tentei abrir uma parte, passei um pouco de secador mas não aparentou mudanças. Sem alternativa, decidi deixar ele fechado e parado na esperança de que água secasse sozinha. Pra minha surpresa (e alívio), todas as manchas de água sumiram após uns 3 ou 4 dias (as altas temperaturas nos últimos dias ajudaram no processo, creio eu).

Como não achei um procedimento que orientasse direito sobre o que fazer nesse tipo de incidente, decidi postar as fotos - caso alguém tenha o mesmo problema, não entre em desespero: seque muito bem o notebook (observe especialmente por dentro, seria bom desparafusar as tampas da traseira e ver se não há indicio de água) e deixe-o em repouso, ligando (somente após se certificar que todo o hardware interno esteja BEM seco) a cada 8 ou 24 horas, para observar se as manchas regridem sozinhas. Segue a evolução: